FURNAS desenvolve Controlador de Manobras para Disjuntores de Alta Tensão

Publicado em:
/ Crédito: Arquivo FURNAS
Disjuntor da SE de Itutinga acionado pelo novo controlador de manobras

 

A Gerência de Centro Técnico de Ensaios e Suporte a Manutenção (GES.O), em parceria com as gerências de Equipamentos de Subestações (GEQ.O) e de Produção Minas (GRM.O), desenvolveu em suas instalações (MG) um novo Controlador de Manobras para Disjuntores de Alta Tensão. Este dispositivo eletrônico é utilizado para controlar a abertura e fechamento dos disjuntores, no momento ideal requerido pelo Sistema Elétrico de Potência (SEP), com precisão menor que 1 milissegundo (ms). Sua operação precisa e confiável aumenta a vida útil do disjuntor e dos equipamentos manobrados por ele (transformadores, reatores e capacitores), além de proporcionar maior segurança e disponibilidade ao SEP, evitando possíveis perdas financeiras para FURNAS.
 
O projeto surgiu da necessidade de modernização de uma série de controladores antigos e ultrapassados tecnicamente, os quais apresentam vários problemas operativos e não possuem mais suporte técnico do fabricante.
 
Em prazo recorde de apenas cinco meses, a equipe da GES.O, partindo de uma concepção inicial básica, desenvolveu a inovação, realizou testes de bancada e  instalou com sucesso o projeto piloto no disjuntor do banco de reatores RT01 da Subestação de Itutinga (MG).

Economia

Vale registrar que os controladores de manobras ofertados pelo mercado custam cerca de R$ 40.000,00, enquanto o desenvolvido por FURNAS tem custo aproximado de R$ 12.000,00 por unidade (mão de obra e componentes de fabricação). O projeto proporcionará uma economia de cerca de R$ 1.120.000,00, uma vez que a proposta é realizar a modernização, no mínimo, de 40 controladores de manobras instalados em todo o sistema da empresa.
 
A superação desse desafio mostra a capacidade técnica das equipes da Engenharia de Manutenção (EM.O) de FURNAS em manter a confiabilidade e disponibilidade do Sistema Elétrico Nacional, utilizando tecnologia própria para solução de problemas de forma rápida e baixo custo.
 

Por: Eduardo Franklin