Programas educacionais


Programa Energia Social Furnas

Leva às escolas diversos temas de cidadania e direitos humanos para alunos do Ensino Fundamental e Médio. Prioriza-se o atendimento aos municípios com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) e próximos às áreas de atuação da Empresa. 

Estudantes e professores participam de dinâmicas, incluindo jogos lúdicos sobre alimentação saudável e combate ao desperdício de energia e água, palestra sobre reciclagem, bullying e queimadas, além de contação de histórias. As atividades socioculturais e educativas são realizadas de acordo com a faixa etária dos alunos, que contam com apoio dos professores e instrutores voluntários do projeto.

O Energia Social Furnas está alinhado com o cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). O projeto é realizado em parceria com instituições de ensino públicas. As atividades abordam temas importantes para o crescimento sociocultural e que fazem parte do dia a dia dos jovens, buscando, desde cedo, alertar para questões como respeito, tolerância, sustentabilidade e cidadania.


Projeto Caminhos

Nasceu de uma iniciativa de voluntários da Subestação de Foz de Iguaçu de FURNAS em 2002 para promoção da alfabetização e capacitação para o trabalho de crianças e adolescentes entre nove e 17 anos em situação de risco social e vulnerabilidade. O projeto contempla residentes nos Bairros Cidade Nova 1 e Cidade Nova 2 no Município de Foz do Iguaçu (PR).

A iniciativa utiliza o esporte como ferramenta para construção da educação, cidadania e coletividade, promovendo a inclusão de adolescentes no mercado de trabalho por meio do acesso ao programa Jovem Aprendiz. Os jovens têm acesso a atividades de reforço escolar, ensino de línguas estrangeiras, brincadeiras e atividades físicas, psicólogos, além de alimentação, transporte e uniforme completo, graças a um convênio entre FURNAS e a Sociedade Civil Nossa Senhora Aparecida. Atualmente, o projeto atende cerca de 200 jovens.

As atividades são desenvolvidas na área de lazer da Subestação de Foz de Iguaçu em período contra turno escolar, de segunda a quinta, por professores, psicólogos, educadores e equipe de apoio da Sociedade Civil Nossa Senhora Aparecida, além de mobilizadores de FURNAS. Por meio do projeto, a empresa atende alguns de seus compromissos de Responsabilidade Social, como a proteção aos direitos humanos, a promoção da alfabetização e capacitação para o trabalho, ratificando seu compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e com os princípios do Pacto Global das Nações Unidas. O apoio ao projeto corresponde ao primeiro, quarto, décimo e décimo sexto princípios do ODS – 1º - “Erradicação da pobreza”; 4º “Educação de Qualidade”; 10º - “Redução das Desigualdades”; 16º Paz, Justiça e Instituições Eficazes.


Curso de Cuidador

Iniciativa de FURNAS há mais de 20 anos, o Curso de Cuidador oferece aulas de capacitação para cuidar de crianças, adultos, idosos e pessoas com algum tipo de deficiência. Atualmente, é uma parceria de FURNAS com a Faculdade Presbiteriana Mackenzie Rio e a Cáritas Arquidiocesana. É necessário ser maior de 18 anos, apresentar cópias do currículo, RG, CPF, comprovante de residência, certificado ou diploma de conclusão do Ensino Fundamental e carta escrita de próprio punho expondo os motivos para participar do curso. Refugiados também podem participar. 

A capacitação e o material didático são gratuitos, e a alimentação e o transporte são de responsabilidade dos alunos. Ao término da formação, os alunos terão os nomes incluídos no Cadastro de Cuidadores de FURNAS. Cerca de 3 mil pessoas já passaram pela experiência, e o desafio dos alunos é a inserção no mercado de trabalho.


Educar para Preservar

Criado por FURNAS, em parceria com o Instituto EFORT, o projeto Educar para Preservar faz parte das ações voltadas para promover a cidadania e fortalecer as políticas públicas nos municípios em que a empresa está presente. O objetivo é tornar professores, alunos e toda a comunidade, multiplicadores dos conceitos relacionados à preservação ambiental das nascentes da região, e do uso eficiente e seguro da energia elétrica.

Uma carreta baú com 15 metros de comprimento foi adaptada e transformada em sala de aula e laboratório. Equipada com tecnologia de ponta, a unidade móvel conta com material áudio visual, maquetes, jogos, experimentos interativos, filmes em 3D, realidade aumentada e material didático.

O Projeto “Educar para Preservar” conta ainda com um site interativo para orientação da população, com espaço para a participação das prefeituras. A iniciativa atende aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU no que diz respeito à preservação dos recursos hídricos e uso racional da energia (06 e 07).

O projeto já percorreu 22 cidades, atendendo cerca de 10 mil pessoas.