Monitoramento ambiental


FURNAS mantém programas de monitoramento de variáveis físicas, a fim de controlar interferências resultantes das atividades da empresa.


Monitoramento climatológico
 

Avalia eventuais interferências dos reservatórios no microclima das regiões onde foram construídos. A atividade é realizada por estações com medidores de temperatura, umidade do ar, radiação solar, pluviosidade, velocidade e direção dos ventos. 

Esta ação é fundamental para a elaboração de projetos de linhas de transmissão, principalmente em relação às estruturas de sustentação dos cabos condutores.


Monitoramento de processos erosivos
 

Os processos erosivos ocorrem ao longo das margens dos reservatórios das hidrelétricas, na base das torres de sustentação das linhas e, eventualmente, nas áreas onde se situam as termelétricas e subestações.


Monitoramento hidrológico
 

A empresa também possui uma rede de 160 postos fluviométricos e meteorológicos instalados nas áreas de sua atuação.


Relatórios de Auditoria Ambiental


Visando atender à legislação ambiental do Estado do Rio de Janeiro, como determina a Lei Estadual nº 1.898 de 26/11/1991, o Decreto nº 21.470-A de 5/06/1995, a Resolução CONEMA nº 21 de 07/05/2010 e a Diretriz DZ-056-R3, FURNAS torna pública a consulta, no período de 10/08 a 10/09/2020, ao Relatório de Auditoria Ambiental de Controle da UTE Campos e da UTE Santa Cruz, realizadas pela empresa HGB Consultoria e Gestão LTDA, em dezembro de 2019."


Relatório de Auditoria Ambiental DZ INEA 056 R.3 - UTE Campos


Relatório de Auditoria Ambiental DZ INEA 056 R.3 - UTE Santa Cruz