Usina de Batalha - 52,5 MW

Usina de Batalha - 52,5 MW
A Usina Hidrelétrica Batalha está localizada no rio São Marcos, entre os municípios de Cristalina (GO) e Paracatu (MG), e tem capacidade instalada de 52,5 MW - energia suficiente para abastecer uma cidade de 130 mil habitantes.

Com entrada em operação em maio de 2014, o empreendimento, que pertence integralmente a FURNAS, tem uma barragem de 50 m de altura. Ela fecha o Vale do Rio São Marcos, dando origem a uma represa de 138 km². A potência de 52,5 MW é garantida por duas unidades geradoras do tipo Francis.

O reservatório da usina colabora para a regularização das vazões do rio, possibilitando aumento na geração de energia em hidrelétricas localizadas a jusante do empreendimento. O lago também propicia a irrigação de lavouras e o desenvolvimento de novas vocações econômicas para a região, como o turismo.

A UHE Batalha foi uma das primeiras obras no país a conquistar quatro certificações: as ISOs 9001 (Qualidade), 14001 (Meio Ambiente), 16001 (Responsabilidade Social) e a OHSAS 18001 (Segurança e Saúde no Trabalho). Além disso, um projeto pioneiro, o Programa de Recuperação Florestal e de CO², único programa ambiental brasileiro selecionado e apresentado no Congresso Mundial de Grandes Barragens, a Hidro 2009, em Lyon, na França, em 2009.

A construção da hidrelétrica possibilitou a criação de 1.200 empregos diretos e 3.600 empregos indiretos, sendo grande parte dos postos de trabalho ocupado por moradores da região do empreendimento.

Devido à formação do reservatório, 145 famílias de agricultores que viviam nos projetos de assentamento rural Buriti das Gamelas, Vista Alegre, Jambeiro e São Marcos, em Paracatu e Cristalina, ganharam de FURNAS novos lotes com infraestrutura para lavoura e pecuária. Parte delas foi transferida para um novo assentamento, o Manacá, cujas terras foram adquiridas pela empresa.

FURNAS construiu, para estas famílias, 138 casas, sendo 80 de dois quartos e 58 de três quartos. Assentamentos no município de Cristalina foram equipados com duas escolas, três centros comunitários, dois centros ecumênicos, duas quadras poliesportivas, quatro campos de futebol e uma igreja. No total, 236 famílias foram remanejadas por Furnas durante a implantação da hidrelétrica.

A empresa também abriu e recuperou 255 km de estradas vicinais em Cristalina e Paracatu, além de erguer 12 novas pontes. Redes de distribuição de energia implantadas por Furnas na área do empreendimento somam 245 km.


Dados técnicosUsina de batalha - 52,5 MW


Reservatório

  • Nível normal de operação: 800 m
  • Nível de máxima cheia (Nível máximo maximorum): 801 m
  • Nível de desapropriação:
  • Nível mínimo de operação: 785 m
  • Área inundada: 138,13 km² (cota 800 m) e 145,92 km² (cota 801 m)
  • Volume total: 1781,58 km³
  • Volume útil: 1351,53 km³


Tomada d'água

  • Comportas tipo vagão
  • Quantidade: 1
  • Largura: 41 m
  • Altura: 51 m (total)
  • Fabricante: Andritz Hydro Inepar


Vertedouro

  • Descarga Máxima: 1648 m³/s
  • Comportas tipo segmento
  • Quantidade: 2
  • Largura: 8,7 m (por vão)
  • Altura - 16,73 m
  • Fabricante: Andritz Hydro Inepar


Casa de força

  • Casa de força tipo exterior e abrigada
  • Unidades geradoras: 2
  • Rotação: 240 RPM
  • Potência nominal total: 26,25 MW


Turbinas

  • Tipo: Kaplan
  • Fabricante: Andritz Hydro Inepar


Geradores

  • Frequência: 60 Hz
  • Tensão nos terminais: 13,8 kV