Energia limpa


Fontes de energia limpa são basicamente aquelas que não poluem o meio ambiente durante a sua geração e consumo ou que liberam quantidades muito pequenas de resíduos. São de suma importância para proteger o meio ambiente e garantir a qualidade de vida, uma vez que não geram gases que provocam o efeito estufa, evitando entre outros fatores o aumento do aquecimento global.


Principais fontes


Solar

É a energia proveniente da luz e do calor do Sol. A energia elétrica é gerada de diversas formas, entre as quais estão a fotovoltaica, onde a energia luminosa é convertida diretamente em energia elétrica, e a heliotérmica, onde os raios solares concentrados aquecem um receptor e, depois, este calor é usado para girar uma turbina e desta forma gerar energia elétrica.


Eólica

É a transformação da energia do vento em energia elétrica, através de aerogeradores. Quando temos vários aerogeradores trabalhando em conjunto ligados a uma rede de transmissão chamamos de parques eólicos, que por sua vez podem formar um conjunto ainda maior, os complexos eólicos. Os parques eólicos podem suprir uma grande região ou regiões isoladas, dependendo do seu tamanho.


Hidráulica

É o aproveitamento da energia potencial do movimento das águas dos rios, através de desníveis naturais ou artificiais (barragens). A água passa por uma turbina hidráulica que ao girar produz energia elétrica. Representa a principal fonte de energia elétrica no Brasil.


Biomassa

É a produção de energia a partir do reaproveitamento de resíduos orgânicos acumulados em um ecossistema, como o bagaço da cana-de-açúcar, a madeira, palha de arroz, e óleos vegetais, entre outros. Funciona através da conversão do lixo orgânico em gás, como fonte de energia.


Geotérmica

É a energia obtida a partir do calor proveniente do interior da Terra. As usinas geotérmicas ficam geralmente em regiões onde esse calor está mais próximo à superfície, como, por exemplo, gêiseres (um tipo de nascente termal). O vapor é captado através de tubos e utilizado para acionar turbinas, produzindo energia elétrica.


Maremotriz

É a geração de energia por meio do movimento das marés. Existem dois tipos básicos: energia cinética das correntes marítimas e energia potencial pela diferença de altura entre as marés alta e baixa. São utilizadas hélices subaquáticas que usam o movimento da água para gerar eletricidade.


Energia limpa em FURNAS


Atualmente a capacidade instalada no Sistema FURNAS é de 18.269,1 MW. Destes, 17.889,1 MW são provenientes de fontes de energia limpa e renovável, o que corresponde a 97,9% do total.

A visão de futuro da empresa já denota o seu compromisso com o uso cada vez maior desse tipo de geração: “Estar entre as três maiores empresas globais de energia limpa e entre as dez maiores do mundo em energia elétrica, com rentabilidade comparável às melhores do setor e sendo reconhecida por todos os seus públicos de interesse.”

E como participante proativa do ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) desde 2015, FURNAS apoia os projetos alinhados com seus 17 objetivos, neste caso em especial o item 7, intitulado “Energia limpa e acessível”.

FURNAS tem investido cada vez mais em novas fontes limpas e renováveis, como o já inaugurado Complexo Eólico de Fortim (CE), que conta com cinco parques eólicos, 41 aerogeradores e capacidade total instalada de 123 MW. Atualmente, os empreendimentos eólicos com participação da empresa estão localizados no Ceará, Bahia e no Rio Grande do Norte e, uma vez em operação, terão capacidade instalada de 615 MW.

Além disso, FURNAS estreou sua participação na geração distribuída de energia com a inauguração da primeira de três usinas fotovoltaicas que estão sendo construídas próximas à hidrelétrica de Anta (RJ/MG).