Prefeituras e Defesa Civil conhecem as condições de segurança da barragem da Usina de Anta

Estrutura conta com 256 instrumentos para garantir sua segurança

Publicado em:
Os prefeitos de Além Paraíba (MG), Miguel Belmiro Jr., e Sapucaia (RJ), Fabrício Baião em visita à barragem da Usina Hidrelétrica de Anta / Crédito:Leonardo Cunha


Autoridades de municípios localizados no entorno do Aproveitamento Hidrelétrico de Simplício (MG/RJ) visitaram a barragem da Usina de Anta, nesta segunda-feira (6/1), para conhecer os sistemas de monitoramento e as condições de segurança da estrutura.

Os prefeitos das cidades de Sapucaia (RJ), Fabrício Baião, e Além Paraíba (RJ), Miguel Belmiro Jr, foram recebidos pelo Gerente da usina, Geovane Benfica e pelo especialista em Segurança de Barragem Celso Pires. Também participaram da visita o tenente Guilherme Cantelle, Comandante do Corpo de Bombeiros de Leopoldina (MG) e Além Paraíba (MG), o coordenador da Defesa Civil de Além Paraíba (RJ), Walter Rezende, os vereadores de Sapucaia (RJ) Dudu Legal, Sérgio Batatinha e Nega, além do Capitão da PM de Minas Gerais, Amarildo de Sá.

"A visita foi muito importante para esclarecer que o empreendimento é totalmente seguro e a postura da empresa é transparente. Fizemos uma ampla exposição das condições técnicas e de segurança do empreendimento", afirmou o gerente da usina, Geovane Benfica.

Celso Pires ressaltou que a estrutura da barragem está em conformidade com os critérios de projeto e diretrizes da Lei de Segurança de Barragem. Ele entregou aos prefeitos os Relatórios de Estudo de Comportamento e de Inspeção Técnica. A barragem e os diques que integram o complexo hidrelétrico foram vistoriados recentemente pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que atestou sua conformidade.
 

Pires (à dir.) entrega relatório às autoridades relatório que atesta segurança do empreendimento


"A partir desta visita, a gente pode dar segurança para a população de Anta, Sapucaia, Jamapará e Além Paraíba da transparência que é a barragem da Usina de Anta no que diz respeito às suas condições de segurança. Andamos por dentro das galerias da estrutura, entramos em Anta e saímos em Chiador, e pudemos observar, juntamente com os técnicos de Furnas e da Defesa Civil, que as estruturas estão íntegras e não existe rachadura nem outro indício de não conformidade", declarou o prefeito de Sapucaia, Fabrício Baião.

"Foi fundamental a transparência de Furnas em abrir as portas da barragem de Anta para as autoridades e órgãos de segurança locais. Estamos aqui com a Polícia Militar e as Defesas Civis dos municípios para tranquilizar a população com relação às condições de segurança da barragem", disse o prefeito de Além Paraíba, Miguel Belmiro Jr.

Com um vasto parque gerador, FURNAS executa há mais de 40 anos seu protocolo de controle de Segurança de Barragens. Na Barragem de Anta, entre os municípios de Sapucaia (RJ) e Chiador (MG), estão instalados 256 instrumentos (piezômetros, medidores de nível dágua, medidores de vazão, medidores de deslocamento, medidores de movimento de juntas, medidores triortogonais e marcos superficiais), inspecionados regularmente pelos técnicos da empresa.


Fabrício Baião (segundo à esq.) percorreu galeria da barragem e recebeu informações sobre os equipamentos que monitoram a estabilidade da estrutura


O Plano de Segurança de Barragens do AHE Simplício foi disponibilizado às autoridades no prazo estabelecido pela Lei 12.334/2010 e pela Resolução Aneel 696/2015. As informações subsidiam as ações de órgãos públicos, como prefeituras, polícias, bombeiros e Defesa Civil. São eles os responsáveis por criar um Plano de Contingência para cada região e situação.


AHE Simplício

Com capacidade instalada de 333,7 MW, o Aproveitamento Hidrelétrico de Simplício, no rio Paraíba do Sul, na divisa dos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro, entrou em operação em junho de 2013. Um dos diferenciais do empreendimento é o seu conjunto de canais, túneis e reservatórios que se estende por 30 km entre a barragem de Anta, no município de Sapucaia (RJ), e a Usina de Simplício, no município de Além Paraíba (MG).
 

Por: Fernanda Pontual