Áreas protegidas


Uma área protegida é um espaço geográfico claramente definido, reconhecido, dedicado e gerido por meios legais ou outros igualmente eficazes, com o objetivo de garantir a conservação a longo prazo, juntamente com os serviços ecossistêmicos e os valores culturais associados.


Áreas de Preservação Permanente (APPs)


Os empreendimentos hidrelétricos são circundados por uma faixa denominada de Área de Preservação Permanente (APP) estabelecida por Lei, e devem ser observadas as restrições à ocupação e ao uso do solo, determinadas pela legislação ambiental. Assim, a Empresa realiza ações de reflorestamento nas APPs, além da reposição florestal em áreas remanes­centes dos reservatórios de usinas hidrelétricas e de linhas de transmissão.Entreos anos de 2020 e 2021, foram recuperadosaproximadamente 455 hectares de APPs.


Unidades de Conservação


A unidade de conservação é responsável por manter o equilíbrio entre a natureza e o homem. São áreas que concentram espécies de grande relevância para a continuidade biológica.

É importante observar que não há usinas hidrelétricas de FURNAS inseridas em Unidades de Conservação.


Ações Voluntárias


O Projeto IARA (Intervenção Ambiental para Recuperação ?das Águas)- idealizado pelo Grupo Boas Práticas da Superintendência de Gestão Ambiental em parceria com o Voluntariado de FURNAS, foi concebido para recuperar as águas dos rios e córregos que atravessam as propriedades da Empresa.  

A primeira ação do IARA foi realizada, em setembro de 2021, na Subestação de Grajaú (Rio de Janeiro-RJ), a partir da instalação de uma barreira ecológica fixa no córrego que atravessa a subestação, seguida por um mutirão de limpeza e o concomitante plantio de 300 mudas em suas margens por voluntários da empresa. Foram retirados materiais plásticos (PET), papelão, latas de alumínio do Rio Jacó, somando 150 quilos, dos quais 95 quilos foram destinados à cooperativa local, com a reutilização de materiais metálicos da subestação. O plantio de diferentes espécies de mudas, além de propiciar a beleza cênica das margens do rio, atrai a fauna alada polinizadora (borboletas e pássaros).  

Em dezembro de 2021, esse projeto foi implementado também em cidades lindeiras ao reservatório da UHE Furnas, por meio de parcerias com organizações civis e Poder Público local. Foram realizadas atividades de plantio, limpeza e/ou educação ambiental em 8 municípios em Minas Gerais: Capitólio, São José da Barra, São João Batista do Glória, Guapé, Cristais, Três Pontas, Alfenas e Boa Esperança. Contou com a participação de 609 voluntários, que ajudaram a retirar 1400 kg de resíduos do ambiente e a plantar 530 mudas nativas. A meta é replicar este projeto em outros empreendimentos em operação, cujas propriedades sejam atravessadas por rios/córregos os quais requeiram recuperação. 


Edital Socioambiental


Através do Edital Socioambiental 2021 de FURNAS, foram selecionados 8 projetos de até R$ 200.000,00 para apoio a ações com foco em conservação da biodiversidade aliada ao engajamento e geração de benefícios para as comunidades no entorno dos empreendimentos.

Os seguintes projetos foram beneficiados:

  • ANTologia / Instituto de Ação Socioambiental (Cachoeiras de Macacu – RJ)

  • Água Limpa - Famílias Tradicionais e Quilombolas Preservando o Meio Ambiente / Associação Regional Escola Família Agrícola Paulo Freire (Acaiaca – MG)

  • Restaura Ação: Assegurando serviços ecossistêmicos / Instituto Internacional de Educação do Brasil (Niquelândia – GO);

  • Suçuaranas no Quintal: coexistência e engajamento na conservação da biodiversidade / Fundação de Apoio a Pesquisa (Água Limpa e Caldas Novas – GO)

  • O que realmente importa na Paisagem ? Um estudo de seleção e manejo de hábitat para persistência de Jacamaralcyontridactyla (Aves: Galbulidae) / Instituto de Pesquisa Waita (Além Paraíba – MG)

  • Mergus para sempre: Evitando a extinção do Pato Mergulhão na Chapada dos Veadeiros / Fundação MAIS Cerrado (Colinas do Sul – GO);

  • Educação Ambiental, Sustentabilidade e Inclusão Social / Fundação de Ensino e Tecnologia de Alfenas (Alfenas – MG);

  • Pesquisa aliada à prática: subsídios para a restauração ecológica inclusiva e adaptada às mudanças climáticas / Rede de Sementes do Cerrado (Alto Paraíso de Goiás – GO).


Sinalização Ambiental


FURNAS confeccionou cartazes sobre a proteção aos pássaros silvestres livres (Lugar de Pássaros é na Natureza) e sobre a prevenção a incêndios florestais (Queimada é fogo) para as seguintes Unidades de Conservação Estaduais do Rio de Janeiro:

  • Parque Estadual do Mendanha

  • Parque Estadual da Pedra Branca

  • Parque Estadual do Desengano

  • Parque Estadual do Cunhambebe

  • Área de Proteção Ambiental de Mangaratiba